Fotografia Documental de Família

Nascimento do Miguel

Essa semana eu tive umas das maiores experiências da minha vida, que foi vivenciar um parto NATURAL.

Em Outubro de 2017 tive o honra em fotografar o casamento da Heloísa e do Tom, o casamento e ensaio foi  incrível, inclusive uma das fotos do ensaio deles, foi premiada pela BRIDE, uma das maiores associações de fotografia do Brasil. Mas essa história iria ficar ainda melhor, no dia do casamento deles, a Helo já estava grávida e ninguém sabia, e eles fizeram a surpresa de anunciar durante a festa para toda a família e convidados, que ela estava a espera do Miguel, todos nós ficamos super feliz com a notícia.

Logo em seguida marcamos um dia para entregar o álbum do casamento deles, e eles muito empolgados com tudo aquilo que estava acontecendo, nos contou que seria um parto Natural, eu logo falei, eu quero fazer seu parto….e aqui estou, dando continuação a essa história! 

E essa sem dúvida foi a experiência profissional mais incrível que eu já vivenciei.

Hoje em dia um dos partos mais raros de ocorrer é o PARTO NATURAL, e agradeço demais Helo e Tom, por me permitir registrar esse momento da forma mais real e natural possível, como eles já me conheciam, e sabiam que eu estava ali para "documentar" esse dia tão esperado, eu era praticamente invisível naquela casa, tendo total liberdade para fazer a "FOTOGRAFIA DOCUMENTAL".

O parto natural, diferente do parto normal, é quando o bebê nasce sem nenhuma intervenção médica, sem anestesia, muito menos sem o uso de substâncias que aceleram o trabalho de parto.

O parto natural ocorre naturalmente, tudo no seu tempo e conforme o corpo comandar. A mulher tem seu espaço, e seu tempo para agir e fazer o que sentir vontade para aliviar as contrações e facilitar o trabalho de parto. No parto natural a mulher é totalmente responsável e participa ativamente do momento do nascimento do seu bebê.

Durante o parto natural, a mãe não é imobilizada, tem o total controle do seu corpo, autonomia e lucidez para se movimentar da forma que quiser e se sentir confortável. Fora que ela mesma pode auxiliar no momento da saída do bebê, com suas próprias mãos e traze-lo para o mundo, que nesse caso quem teve esse previlégio foi o pai Tom, e ver o pai naquele momento ajudando no nascimento, sendo ele o primeiro a pegar o filho, é uma sensação indescritível. NÃO TEM PREÇO.

Mas todo esse processo teve um auxilio importantíssimo da doula e enfermeira obstétrica Leyla Cerasoli, sinceramente eu fiquei impressionado com o cuidado e carinho que ela teve com a Helo.

O trabalho da doula, começa antes do dia do nascimento do bebê, com encontros para conhecer a gestante e informá-la sobre as etapas do trabalho de parto e elaboração do plano de parto. 

Desde que cheguei na casa deles, vi a Leyla a todo o momento colocando a Helo nas posições mais favoráveis durante as contrações, fazia massagens e compressas para aliviar a dor, ajudava o Tom a se envolver e participar daquele momento e sempre informava a eles sobre todos os procedimentos que estavam sendo realizados, e o mais bonito de ver, era quando a doula olhava nos olhos da Helo, e dizia que ela iria conseguir, pedindo para ela respirar fundo mas no tempo dela,  para ela cantar para o Miguel e dizer que aqui fora estava tudo bem, que ele poderia sair, que estávamos todos esperando ele.

Quero agradecer também o Dr. Ayrton Daniel Ribeiro Filho pelo profissionalismo e competência pelo excelente trabalho de parto, que Deus continue abençoando as suas mãos.

Enfim, espero que as fotos transmitem toda a emoção do dia, e vocês sintam o mesmo que eu senti.

Esse trabalho preferi publicar todo em preto e branco, para neutralizar qualquer distração de cores que possa haver e focar com intensidade no sentimento desse grande momento.